segunda-feira, 13 de maio de 2013

Texto: Rapidinhas


Final de semana tem gosto de novidade, pois nenhum dia é igual ao outro. E repeteco, pois nossa vontade de abraçar a sexta, o sábado e o domingo bem forte nunca passa. Final de semana é tempo de beijar, abraçar, se jogar nos braços dessa coisa boa que é a vida. E também de lembrar que isso se faz todo santo dia, seja ele uma sexta-feira ou não.

♥ 

Sempre pensei assim: a escolha é minha. Por pior que seja o problema (e eu sei que às vezes ele é bem cabeludo) sou eu que decido como as coisas vão ser. Posso encará-lo reclamando, me queixando e lamuriando ou tentando entender e aceitar que nem sempre a vida é simples. Eu prefiro tentar ver o lado bom das coisas. Mesmo que em um primeiro momento tudo pareça escuro e escorregadio, sei que uma hora tudo clareia. O tempo muda  a todo instante. Por isso, procuro encarar os problemas de frente, mesmo que tenha que pegar aquele sorriso no canto da boca pela mão e dizer "ei, fica aqui".

♥ 

O amor desarma. Antes de explodir, abrir a boca e dizer tudo que pensa de uma forma desajeitada ou falar mais alto, respire fundo e responda com amor. Todo mundo sai ganhando, você e a outra pessoa. E tudo se resolve, afinal, o amor resolve tudo sempre.

♥ 

Toda vez que surge um novo dia devemos lembrar que é uma chance de fazermos as coisas de uma nova forma. Se nosso jeito de sempre não está dando resultado, é hora de tentar novos jeitos, até acertar.

♥ 

É infinitamente mais fácil flertar. No flerte, a gente fica só com a parte boa do outro. Com o lado engraçado, bonito, sexy, arrumado. Em qualquer compromisso mais sério, seja ele namoro, noivado ou casamento, existe dia a dia, que mata. As olheiras, as imperfeições, as fases chatas, os altos e baixos, as pequenas frustrações. E é preciso ter um jogo de cintura, uma paciência e um amor enorme pra conseguir superar cada obstáculo e seguir adiante.

(Deve ser por isso que muita gente não quer saber de compromisso)

♥ 

Nunca vou entender as pessoas que magoam, sabem que magoaram e fingem que nada está acontecendo.

♥ 

De vez em quando a melhor companhia é aquela lágrima quente que surge no olho, vai descendo lentamente, passa pela boca e chega até o pescoço.


- Clarissa Corrêa

Nenhum comentário:

Postar um comentário