sábado, 1 de dezembro de 2012

Leituras de novembro


Minhas leituras e releituras do mês de novembro *_____*


Sinopse: Nova Éther é um mundo protegido por poderosos avatares em forma de fadas-amazonas. Um dia, porém, cansadas das falhas dos seres racionais, algumas delas se voltam contra as antigas raças. E assim nasce a Era Antiga. Hoje, Arzallum, o Maior dos Reinos, tem um novo Rei e vive a esperada Era Nova. Coisas estranhas, entretanto, nunca param de acontecer... Dois irmãos sobreviventes a uma ligação com antigos laços de magia negra descobrem que laços dessa natureza se rompem tão facilmente e cobram partes da alma como preço. Uma sociedade secreta renascida com um exército de órfãos resolve seguir em frente em um plano com tudo para dar errado em busca do maior tesouro já enterrado, sem saber o quanto isso pode mudar a humanidade. O último príncipe de Arzallum viaja para um casamento forçado em uma terra que ele nem mesmo sabe se é possível existir, disposto a realizar um feito que ele não sabe se é possível realizar. Uma adolescente desperta em indicações espirituais descobre-se uma mediadora com forças além do imaginário. E um menino de cinco anos escala uma maldita árvore que o leva aos Reinos Superiores, ferindo tratados políticos, e dando início à Primeira Guerra Mundial de Nova Ether.

Minha opinião: Eu tinha acabado de jurar a mim mesma que não compraria mais séries ou trilogias de livros, porque estava meio cansada delas. Mas encontrei, por acaso, em uma promoção no Submarino, os Dragões de Éter, demorei dois meses após a compra para conseguir ler, confesso que eu estava com um pouco de preguiça, mas se eu soubesse o quanto eu ia gostar dos livros e o quanto eles iam me encantar, teria lido antes. A escrita de Draccon é fascinante, a cada página virada ele te cativa mais. Eu amei o modo como as histórias que conhecemos (tais como João  e Maria, Chapeuzinho Vermelho, Branca de Neve, Rapunzel, Cinderela, Rei Arthur, entre tantas outras) são colocadas no livro, é claro que todas da forma de Draccon e isso faz com que ela fique mais fascinante. Os três livros são incríveis, sendo na minha opinião, o segundo o melhor deles. É claro que a escrita é tão fascinante e diferente que não podemos prever o final de nenhum dos personagens. Alguns deles não tiveram o fim que eu queria, e esperava, mas confesso que até gostei, e talvez foi melhor assim. Indico muito à vocês. É maravilho, com certeza, vai encantar você também. Cinco estrelas no Skoob. 


Sinopse: Em A culpa é das Estrelas, Hazel é uma paciente terminal de 16 anos que tem câncer desde os 13. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante - o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos -, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão  preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.

Minha opinião: Vou começar citando a frase de capa do livro: "Você vai rir, vai chorar e ainda vai querer mais". E foi quase assim, eu ri sim, tem algumas partes bem engraçadas, não achei nenhuma parte que me  fizesse chorar, e eu até que estava sensível esse mês, porque era um mês um tanto nostálgico pra mim, mas não chorei e nem achei que o livro é emocionante assim. E quanto a parte de querer mais, eu quis sim, porque achei o final péssimo, queria saber mais sobre alguns personagens, até que é bonitinha a última página do livro, mas eu achei que não tinha acabado ali. Eu consegui entender agora o porque do "OK OK" que sempre aparecia nas divulgações do livro. Mas pra mim, foi decepcionante, eu realmente achei que era tudo aquilo que estavam falando sobre ele, mas enfim, comigo não rolou muito. Três estrelas no Skoob.


Sinopse: Obras primas de Lewis Carroll, Alice no país das maravilhas e Através do Espelho, há mais de um século encantam crianças e adultos. Instigante, divertida, inusitada, profunda, a saga de Alice é inesgotavelmente interpretada, parodiada, filmada, citada... e, claro, lida. Com ilustrações originais de John Tenniel.

Minha opinião: Já tinha lido Alice, e com certeza, foi um dos meus contos infantis preferidos na época em que era mais nova. Só que eu quis reler porque essa minha edição da Zahar é linda, e eu nunca tinha lido "Através do espelho e o que Alice encontrou por lá". Agora entendo porque só o país das maravilhas é famoso, o outro conto nem é legal. Mas é um livro lindo, cheio de ilustrações maravilhosas, mas eu tive a impressão de que eu gostava mais dele antes.


Sinopse: Estar irrevogavelmente apaixonada por um vampiro é tanto uma fantasia como um pesadelo, costurados em uma perigosa realidade para Bella Swan. Empurrada em uma direção por sua intensa paixão por Edward Cullen, e em outra por sua profunda ligação com o lobisomem, Jacob Black, ela resistiu a um tumultuado ano de tentação, perda e conflito até o momento da decisão definitiva. A escolha entre fazer parte do obscuro, mas sedutor, mundo dos imortais ou permanecer vivendo como humano se tornou o marco que poderá transformar o destino dos dois clãs: vampiros e lobisomens. Agora que Bella tomou sua decisão, uma corrente de acontecimentos sem precedentes se desdobrará, com consequências devastadoras. No momento em que as feridas parecem prontas para ser cicatrizadas, e os desgastantes confrontos da vida de Bella, resolvidos, isso pode significar a destruição. Para todos. Para sempre.

Minha opinião: Foi releitura, claro. Quis reler para lembrar mais coisas quando fosse assistir o filme, que eu não fui ainda, por motivos óbvios, não tenho paciência com aquelas meninas tostas gritando o filme todo. Então, eu não estou nem aí pra quem fala mal da Saga Crepúsculo, eu gosto muito, dos quatro livros. E eu ainda amo o Edward Cullen.


Sinopse: O garoto te deixou plantada na porta do colégio? O remédio para sarar a mágoa é bater perna no shopping, e de preferência com a melhor amiga. Mas, se ele ainda não que é o Alvo, aqui vão algumas regras valiosas: investigue, pergunte, descubra. Informação vale ouro. Nunca desvie de um objetivo. Mantenha o foco. Saiba reconhecer o valor de uma adversária. Evite o grude, por mais gracinha que ele seja. Seja positiva: mentalize vocês dois juntos num cenário romântico.

Minha opinião: Plano B, foi outra releitura. Li quando tinha 12 anos (a mesma idade que minha irmã tem agora, quando o leu também). É uma fofura. É claro, que é bem infantil, já que ele é escrito para meninas que estão na primeira conquista, com o primeiro beijo, essas coisas. Mas como é uma daquelas leituras engraçadas e super rápidas, resolvi ler. E eu continuo gostando tanto dele quanto gostava quando o li pela primeira vez.



Sinopse: E se os dias ficassem cada vez mais longos - primeiro em questão de minutos, depois horas, até que o dia virasse noite e a noite virasse dia? Em um  sábado aparentemente normal, na Califórnia, Júlia e sua família acordam e descobrem, com o resto do mundo, que a velocidade de rotação da Terra está diminuindo. Os dias e as noites vão ficando mais longos, fazendo com que a gravidade seja afetada e o meio ambiente entre em colapso. Pássaros desorientados caem mortos do céu, centenas de baleias encalham na praia, as marés saem do controle. Enquanto alguns entram em pânico, outros procuram viver como se nada estivesse acontecendo. Ao mesmo tempo que luta para se adaptar à nova "normalidade", Júlia tem que lidar com os problemas típicos da adolescência e os desastres do cotidiano: a crise no casamento de seus pais, a perda de antigos amigos, as amarguras do primeiro amor e o estranho comportamento de seu avô, que acredita que tudo se trata de uma conspiração do governo e passa os dias catalogando suas posses obsessivamente.

Minha opinião: Mais um livro que tem a capa mais legal que a história, já que a capa dele acende no escuro. Não é ruim, mas também não é romance. Ele trata mais da solidão de uma garota, do que do amor dela. Até que é importante, porque eu acho que se não cuidarmos do lugar onde vivemos, podemos sim viver em um mundo que nem o deles daqui uns anos. Mas pra mim, é um livro três estrelas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário