sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Texto: Intimidade é uma merda


Ah... a intimidade.
A gente vive dizendo "intimidade é uma merda". E é mesmo. É maravilhosa. E é uma merda ao mesmo tempo.
Rolam umas escatologias. Tipo, a gente estar com amigos, de repente rolar um cheiro suspeito, alguém ser acusado e a mulher do cara vir em defesa "ah, não foi ele, eu conheço o cheiro do dele". É nojento, isso é triste, mas já ouvi inúmeras vezes.
A intimidade acaba com certas privacidades. No que depender de mim, algumas não vão acabar nunca. Mas isso vai de casal pra casal, né?
Em compensação, outros têm até frescuras demais. Tipo, não toleram se o outro precisar usar a escova de dentes dele. Eu estava almoçando ainda agora, e assistindo "Two and a half man", e teve um diálogo desses. A mulher queria entender porque não podia usar a escova de dentes dele, se ele  tinha colocado a boca em lugares piores, rs.
Isso é uma coisa que não nos importuna. Eu sou das pessoas menos "nojentinhas" que conheço (oi? eu durmo com caninos na cama). E já cansei de usar a escova de dentes dele. Isso é punk quando o casal é namorado recente. Ele dormiu na casa dela (ou vice-versa) e não levou escova, dá pra ficar tenso com isso? Eu acho engraçado.
E ir ao banheiro junto? Ele até faz xixi de porta aberta, mas não gosta que eu fique muito perto. Eu, depois de um milhão de anos, já consigo também, desde que ele não fique por perto. Agora, as "outras coisas", ele fecha a porta, graças a Deus. Já eu, bom, eu não faço essas coisas, lógico, eu sublimo. (e ele está convencido que sim, pois nunca tomou conhecimento de nada a esse respeito. Não me pergunte como consegui, em todos esses anos).
Agora, tem casais que fazem tudo juntos. Eu acho broxante. Tem quem não ache, eu respeito.
Te falar, até banho eu acho difícil tomar junto. Nem é por intimidade, nem nada. É porque não funciona, sempre descamba para outra coisa, e o banho fica meio esquecido.
Fora isso: cortar unha, normal. Escovar cabelo, normal (tem gente que não acha, acredite, a esquisitice é grande). Raspar perna, normal. Raspar/depilar virilha, não tão normal. Comer do prato do outro, normal (embora eu não goste de dividir comida, não tem problema pegar do meu prato, desde que eu deixe ou ofereça). Dividir copo, mega normal.
E pra você? O que é muito?
O que é normal?


- Elise Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário